Já pensou em como seria sonhar todos os dias com a mesma pessoa? Bem doido né? Agora imagina descobrir que a pessoa com quem você sonha existe, de verdade. É isso que acontece com Alice, em O garoto dos meus sonhos, que, como o titulo sugere, descobre que o garoto com quem sonha desde que se entende por gente é uma pessoa do mundo real e não é só fruto de sua imaginação.

Em nossos sonhos, nós somos todos pintores surrealistas, criando narrativas e imagens que são frequentemente tão sem sentido quanto são lindas.

Quando se muda com seu pai para Boston, Alice conhece Max, o garoto dos sonhos, e precisa saber se ele tem sonhado com ela também. Mas Max parece ser bem diferente na vida real: pé no chão e com uma opinião que muda facilmente. O menino de seus sonhos é de sorriso fácil e está sempre pronto pra se aventurar. Outro problema que Alice enfrenta é o fato de Max tentar não se aproximar dela. Nos sonhos, eles são amigos, confidentes e até se tornam namorados, mas, na vida real ele tem uma namorada e quer distância dela. O que fazer nessa situação?

Não posso voltar a morar nos meus sonhos, Alice. Eu me esforcei demais para minha realidade.

O livro gira em torno dos sonhos e da vida desses protagonistas. Com um desenvolvimento bem resolvido, cheio de questões emocionais e científicas, as interações de Alice com seu pai, sua melhor amiga e outros personagens que são carismáticos e amigáveis foram colocadas de forma bem real. O livro tem uma narrativa divertida e instigante e, com personagens tão carismáticos como esses dois, é impossível não se apaixonar.

Nós apenas sorrimos até o ponto em que meu sorriso não é uma parte do rosto, mas o rosto é uma parte do meu sorriso.

O garoto dos meus sonhos é uma leitura leve com um toque de fantasia que traz um pouco de reflexão sobre sonhar, viver e o equilíbrio que temos que ter entre as duas coisas. Com personagens maravilhosos e uma história genial, Lucy Keating, te leva para um mundo de sonhos e possibilidades ao mesmo tempo em que te leva para um mundo real e ainda mais emocionante que o anterior.