A Arena 13 tem regras de combate que devem ser seguidas à risca. Essas regras são dividas entre as Principais, as Especiais e as Secundárias. Leif tem o sonho de chegar à Arena 13 e, para isso, ele andou por semanas. Ele quer se transformar em um dos melhores lutadores da Arena para poder derrotar seu alvo, Hob, uma criatura violenta e misteriosa que nos é apresentada no prólogo do livro.
Como todo livro de Delaney, esse é bem estruturado e tem uma narrativa fluída, que nos faz querer avançar na leitra em busca de explicações e descobertas. A trama é toda envolta em uma malha de segredos e a narrativa em primeira pessoa nos passa os detalhes na quantidade que precisamos para ficarmos ainda maia curiosos.
O cenário é construído com base em referências muito díspares, mas ainda assim funciona. É um pouco distopia futurística e um pouco fantasia épica romana, como já diz a contracapa do livro. Preciso lembrar que, em geral, os livros de Delaney são para um público mais jovem, e sua narrativa precisa seguir essa premissa. Ainda assim, gostei do livro o suficiente para querer ler a continuação.