IMG_9821

Em Os Bons Segredos, conhecemos Sidney, uma adolescente que vive à sombra de seu irmão mais velho, Peyton, que sempre se destacara em tudo que fazia e acabava sendo o centro das atenções onde quer que estivesse. Por ter tamanho poder de encantamento sobre as pessoas, Peyton começa a desafiar os limites que tinha e, depois de algum tempo aprontando todo tipo de coisa, de invadir casas a cometer pequenos furtos, ele acaba indo para a cadeia por atropelar um jovem depois de dirigir bêbado.

Assim, depois de muito tempo vendo seus pais acobertarem e arranjarem desculpas para o comportamento de Peyton, Sidney vê sua vida mais uma vez transformada pelo irmão. Mesmo depois de Peyton ter cometido um crime tão trágico como o que o fez parar na cadeia, seus pais continuam passando a mão na cabeça dele. E, com os gastos que eles tem para poderem pagar os advogados, a grana encurta e, para ajudar os pais, Sidney escolhe trocar de escola.

Na nova escola, ela acaba conhecendo Layla, uma menina que vai transformar a vida de Sidney de uma maneira incrível. Com uma família grande e amorosa, Layla abre as portas de sua vida para Sidney que, depois de tantos anos sem se sentir realmente importante, começa a aprender o que é ser amada – e ter um grupo de amigos que se importam com ela e que a querem sempre por perto.

E a vida de Layla nem é perfeita. Sua família é dona da pizzaria que Sidney passa a amar e, com três filhos, eles podem não ser as pessoas mais ricas do mundo e também não estão nem perto de serem perfeitos, mas são unidos e convidam Sidney a se sentir parte da família – sempre acompanhada de uma fatia bem grossa de pizza ou porções deliciosas de batatas fritas.

IMG_9822 IMG_9825 IMG_9824

Esse é um livro delicioso de ler. Com uma mistura perfeita entre romance e drama, Sarah nos apresenta uma história contagiante e sensível, que leva o leitor a tantos cenários e situações contagiantes que é impossível não se deixar levar pelo clima do livro e se sentir parte da história também.

Os personagens são todos bem construídos, e cada um tem um papel importante na história. A família de Layla é o que Sidney precisava para ter um refúgio, alguém em quem pudesse confiar, alguém que prestasse atenção no que ela tinha a dizer. Destaque aqui para a mãe de Layla, que era um exemplo de mulher maravilhosa (e que me lembra a mãe de uma amiga muito querida, que sempre está disposta a me ouvir e é uma pessoa incrível). A amizade de Layla, de seus irmãos e dos outros que acabam fazendo parte do grupo é o que Sidney precisava para conseguir se soltar e encontrar novos caminhos na vida, para finalmente sair da sombra que seu irmão sempre mantinha sobre ela.

E Peyton é um personagem extremamente importante, e até mesmo contagiante. A trajetória dele é complicada, e os motivos são explicados, mas depois de ser preso ele acaba se transformando. E sua relação com Sidney, que era quase inexistente antes, começa a desabrochar. Assistir esses irmãos se perdoarem e começarem a fazer parte da vida um do outro é um dos contextos mais bonitos do livro.

Isso e a relação de Sidney com seus pais. O relacionamento entre eles é complicado, mas os pais parecem nem perceber, de tão invisível que Sidney acaba se tornando. Não que não exista amor ali, mas ele está dormente, sempre a espera de um tempo livre de toda a atenção que Peyton recebe. Assim, quando Sidney troca de escola e faz novos amigos, seus pais quase não percebem que ela está mudando. E eles demoram muito para começar a reparar na filha, o que é uma representação um tanto fiel de muito relacionamentos de pais com seus filhos. É muito fácil se envolver com outras coisas e ignorar a pessoa que está mais próxima de você, e isso é muito bem retratado no livro.

É um livro forte, com retratos realísticos de situações que acontecem com mais frequência do que imaginamos. Mas também é um livro extremamente divertido, com cenas fofas e que fazem com que o leitor saia com gostinho de quero mais – e uma vontade intensa de comer pizza e batatas fritas. Foi uma surpresa incrível conhecer a narrativa incrível de Sarah Dressen, e mal posso esperar por novos livros dela. <3