Ai-oWjLYd4HNrqH8gB1HOuKzzPhAmOYx-hU3WXo5oY97

“Você sabe que vai morrer. Você sabe que eu vou te matar.”

Ficou com medinho? Esse era o objetivo! Uhaaaahaaahaaaaahaaa (Risada com tom maníaco).

E aí meu povo! Tudo bem?

Alguns anos atrás, assisti na tv um documentário sobre um filme que estava sendo rodado nos EUA e que falava sobre um serial-killer que nunca fora capturado. O filme dirigido pelo magnífico David Fincher  saiu pouco tempo depois e foi um primor na reconstituição de época e nos casos relatados. O mais assustador sobre o filme? Era baseado em fatos reais!

No ano de 2013 encontrei na Bienal do Livro do Rio de Janeiro o livro que dera origem ao filme homônimo: Zodíaco de Robert Graysmith publicado no Brasil pela editora Novo Conceito. Demorei certo tempo para conseguir iniciar minha leitura por vários motivos; falta de tempo por conta do trabalho, outros livros que vinham antes na minha ordem de leitura (sim, eu organizo os livros pela ordem de chegada) e principalmente por que eu achava que este era um tipo de livro que deveria ser lido ao tempo dele e não ao meu tempo, por ser um livro que necessitava de uma atenção toda especial. E eu realmente não estava enganado!

AnvlztrXKQR89DTSU8LXQcsmfpceGJWRyUClRws0hEoJ ApBaf59X1aLpdPsP3BjjUX_2w0lJY8m-2sIyPj4EuNlL

O livro é escrito em forma de um diário sobre o caso do assassino serial que apavorou os EUA no fim da década de 1960. Graysmith trabalhava como cartunista no jornal San Francisco Chronicle  quando o Zodíaco (nome em que o serial killer assinava suas cartas) atacou pela primeira vez, em 1968. Graysmith faz um relato preciso, resultado de anos de investigação sobre o caso, caso este que se tornou uma obsessão pessoal do autor.

O Zodíaco não era somente um assassino serial, era um sádico sexual que sentia prazer em reduzir as vítimas a meros objetos de sua satisfação, pasmén, ele não violentou sexualmente nenhuma das suas vítimas, fato que leva ao entendimento que ele sentia prazer em matar e torturar suas vítimas tanto física quanto psicologicamente. De acordo com as estatísticas oficiais ele matou 6 pessoas, embora ele reivindique por cartas a autoria de pelo menos 37 casos ao longo de 17 meses.

Zodíaco não seguia um padrão na escolha de suas vítimas, muito embora a maior parte fossem jovens. Ele tinha uma leve queda em assassinar mulheres jovens em locais afastados do centro urbano e normalmente próximos à água. Entre seus casos estão um casal de adolescentes, uma mulher casada e mãe de uma menina pequena, um taxista, uma estudante universitária…casos que até então não teriam relação entre si, exceto a reivindicação de sua autoria por parte do Zodíaco (em suas cartas enviadas às redações dos principais jornais de São Francisco) e sua minuciosa descrição de características dos crimes que só eram de conhecimento policial.

AteYaGRVfZudCgcWlmwwewixvw8cPMfW6mX-9J3kJfv9

Zodíaco era sádico, ele debochava da polícia em suas cartas e criou um código em que escrevia mensagens criptografadas, em uma delas ele revelou seu nome, porém a polícia não conseguiu desvendar algumas dessas mensagens; principalmente aquela em que revelava sua identidade! O Zodíaco nunca foi apanhado, primeiro por que soube ocultar muito bem seus rastros, segundo as vítimas quase todas morreram e aquelas que escaparam com vida mudaram-se para outros estados e mudaram também de identidade; terceiro, os crimes aconteceram em distritos diferentes e que não compartilhavam informações entre si o que dificultou muito a elucidação do caso.

O livro é fascinante, forte e por vezes chocante, porém Graysmith escreve de maneira primorosa e torna a leitura algo fácil, muito embora alguns casos e descrições de assassinatos possam chocar os que são facilmente impressionáveis.

Recomendo a leitura e depois uma olhada no filme (são obras que se completam), para que também conheça a história de um dos maiores serial killers da história em um daqueles casos que impressionam por ser verídicos!

Gabba Gabba Hey e até a próxima!

Igor Fernandez

 

Obs 1: O filme tem Jake Gyllenhaal, Mark Ruffalo e Robert Downey Jr no elenco! Quer mais?

Obs 2: A minha edição é a do livro de Bolso, embora ela não perca nada em conteúdo (apenas tamanho reduzido mesmo, ok?)

Obs 3: Ao contrário do que muitos acreditam, sem ver ou ler sobre o caso, ele não matava seguindo o Horóscopo…

Obs 4: A roupa que ele usou para uma de seus casos é uma das mais perturbadoras que já vi.

Obs 5: Para aliviar um pouco vou jogar um Chaves Kart!