SCOTT PILGRIM CONTRA O MUNDO RESENHANDO DE PIJAMAS (2)
Estamos na reta final! Após dois incríveis volumes dessa saga épica, chegamos ao terceiro e derradeiro, o último, o clímax, o grand finale!

Vocês se lembram que, até o presente momento, nosso herói estava tentando vencer A Liga dos Ex-Namorados de Ramona Flowes, certo? E vocês se lembram que, a cada capítulo, Scott estava mais acabado, mais confuso, mais desesperado, não é verdade? Então… Não muda muita coisa não. Na verdade, até que muda. Está pior.

Pois é, depois de sair da casa de Wallace e arrumar um emprego, isso deveria lhe dar um pouco mais de auto-confiança, mas a verdade é que o deixou ainda mais inseguro em relação ao seu namoro com Ramona. Scott passou a morar com ela, mas tudo parecia dizer que, cedo ou tarde, ele seria abandonado e, em algum lugar naquela cabecinha com ideias demais, ele devia estar se perguntando “será que um dia serei eu na Liga dos Ex-Namorados?”.

SCOTT PILGRIM CONTRA O MUNDO RESENHANDO DE PIJAMAS (5) SCOTT PILGRIM CONTRA O MUNDO RESENHANDO DE PIJAMAS (6)

Fazer 24 anos e desejar ser uma pessoa melhor não pareceu ajudá-lo em muita coisa, Scott continuou com suas decisões erradas e sua habilidade para se meter em problemas subiu de level. Depois de enfrentar robôs, atravessar a rodovia subespacial, duelar contra Gideon – o líder da Liga, muitas frases de efeito e músicas ruins, o herói ainda tem tempo para fritar umas batatas e procurar o gato fugitivo de sua improvável namorada. Mas isso não é nem metade do que o infeliz precisou passar pra chegarmos ao FIM.

Por ser a última coletânea de HQ’s, não dá pra dizer muita coisa sem deixar spoilers, mas posso dizer que as tribulações no relacionamento de Scott e Ramona tornam as coisas ainda mais confusas para o protagonista, cada vez mais covarde e assustado. Apesar disso, se crescimento ao longo de toda a história é muito evidente, ele deixa a sua infantilidade de lado e, com o tempo, começamos a perceber certa empatia pelas pessoas nascendo em Scott. O que, desde o começo, foi uma paródia do universo jovem e todos os seus dramas “adolescentes”, revelou-se como a transformação do caráter.

SCOTT PILGRIM CONTRA O MUNDO RESENHANDO DE PIJAMAS (4) SCOTT PILGRIM CONTRA O MUNDO RESENHANDO DE PIJAMAS (7)

Fiquei impressionado com a leitura! Scott Pilgrim é com certeza um dos protagonistas mais originais que já conheci, e o universo criado por Bryan Lee O’Malley tem essa coisa – que, aliás, eu não sei como explicar – de deixar saudade depois que se termina a leitura. Todos os personagens são muito autênticos, e as aventuras são descontraídas, além do fato da leitura fluir muito naturalmente, a ponto de você terminá-la sem se tocar de estar no fim.

Numa visão panorâmica, Scott Pilgrim Contra o Mundo – no Brasil, publicada em 3 volumes pela Companhia das Letras – tem tudo o que é preciso para divertir e encantar o leitor, com espaço até para se deixar surpreender.

E aí, bora ler?

Fiquem na Paz!