Não se deixe enganar por essa montagem cruel que eles fazem todas as temporadas: Downton Abbey é muito mais que o uso abusivo do photoshop. Comecei a assistir Downton depois da insistência da minha melhor amiga *oi Martha!* e, confesso, só depois de assistir a três capítulos que fui me apaixonar pela série. Mas, foi a mesma coisa com Game of Thrones e How I Met Your Mother, então eu meio que já estou psicologicamente preparada para não ser amor à primeira vista. Mas, olha, à segunda vista Downton Abbey virou um vício.

Downton Abbey é a história de uma família aristocrata inglesa. Mas, engana-se quem imagina que é sobre a família nobre somente: quem assiste a série vê a história dos dois lados, tanto dos Crawley, os patrões, quanto dos empregados. Na verdade, na primeira temporada, mais vemos a vida dos empregados e como a vida deles é afetada pelos acontecimentos na vida dos patrões que outra coisa! Assim, acostume-se a vê-los, a entender sua dinâmica e a perceber a competitividade entre eles.

A história é sempre ambientada em alguns acontecimentos históricos, já que começa em 1912, e esses acontecimentos estão sempre presentes na vida e na dinâmica dos personagens. Assim, na primeira temporada, o naufrágio do Titanic tinha acabado de acontecer e, consequentemente, de abalar as estruturas de Downton Abbey. Tudo porque o herdeiro da propriedade – e do título da família – estava a bordo do navio. Ele era o prometido de Mary, a filha mais velha dos Crawley. A ideia era de que eles se casassem, unindo assim as famílias e as riquezas, e permitindo que eles permanecessem ali depois da morte do pai da família, Conde Robert Crawley. Uma vez que Robert só teve filhas mulheres – Mary, Edith e Sybil – a herança fica para outro membro da família, seguindo uma linha de sucessão muito entediante para eu explicar aqui.

Mary não estava tão animada assim de casar com Patrick, mas ela estava acostumada à ideia. Agora que ele morreu, ela estava livre. Mas essa liberdade não dura tanto tempo assim. Na verdade, ela acaba assim que Matthew, o atual herdeiro de Downton Abbey, pisa na propriedade. Seus pais insistem na ideia de que ela deve se casar com ele não só porque ele é o herdeiro, mas também porque ela precisa  se casar. Só que, logo de cara, ela e Matthew não foram exatamente um com a cara do outro. Recusando-se a usufruir dos luxos que sua posição atual ofereciam, Matthew mais parecia um pássaro fora do ninho que qualquer outra coisa. E, tão idealista quanto Mary, era difícil esperar que eles dois se dessem bem.

Downton Abbey é uma propriedade enorme, e junto com ela, vem muitos gastos. Ela foi salva da ruína quando Robert Crawley casou-se com Cora, uma americana que possuía muitas posses. Mas não se engane pelo casamento arranjado. Robert e Cora são muito, muito felizes juntos. E eles só querem o bem de suas filhas. Por isso insistem tanto na ideia de Mary casar com o herdeiro: além de ter um marido adequado, ela manteria a fortuna de sua mãe na família. Mas Mary acredita que só deve se casar quando encontrar o amor verdadeiro, e por isso sua situação com Matthew fica ainda menos possível a seus olhos. Edith, sua irmã do meio, vive tentando se destacar, mas é sempre encoberta pelo brilho de Mary ou pela sagacidade de Sybil, a mais nova e mais ousada das irmãs.

A princípio, tudo é muito forte na série: as personalidades, as banalidades, as relações e as reações. Mas, uma vez que você se acostume a um mundo tão diferente do que estamos acostumados, vira um pequeno vício descobrir o que todos os personagens estão fazendo ou vão fazer. O tempo da série também passa bem rápido. Em quatro temporadas se passaram mais de dez anos, pelas minhas contas. E muita, muita coisa acontece nesse período de tempo. Todas as reviravoltas, escândalos e possíveis relacionamentos começam – e as vezes, acabam. É uma delícia ver a lealdade, ou a falta dela, quando se trata dos personagens (tanto de família para família, de empregados para família, de família para os empregados ou dos empregados para os empregados mesmo).  É uma série maravilhosa, e cada temporada só tem 8 episódios, então você pode começar a assistir logo logo!